Dicas para aprender a desenhar bem

O desenho é uma arte, e como tal, além de estimular a criatividade e imaginação, ajuda a expressar as emoções, a colocar no papel a sua visão de mundo e sociedade, fazer críticas acerca das situações e fatos e ainda ajuda a equilibrar o psicológico de uma pessoa, aliviando o estresse e proporcionando sensação de bem estar mental.

O talento para a arte de desenhar

Algumas pessoas nascem com o dom de desenhar e ainda são autodidatas, ou seja, já possuem esse talento e não precisam que outras lhes ensinem técnicas, porque conseguem desenvolver as suas. Mas, outras pessoas não têm esse mesmo dom de aprenderem sozinhas, sem nenhum tipo de instrução, porém isso não é mau, porque as técnicas estão aí justamente para ajudar essas pessoas que têm talento para o desenho, mas precisam de uma ajudinha para desenvolvê-lo.

As pessoas podem desejar desenhar para se distrair, para começar uma carreira, para se tornarem artistas e por outros motivos individuais. Para quem ainda não sabe como dar seus primeiros traços, vamos ensinar com algumas dicas a melhor maneira para aprender a desenhar bem. Porém, para aqueles que não querem estar sozinhos nessa empreitada também existem cursos de desenho destinados a públicos de idades variadas.

As escolas de desenho

Nas escolas de arte é possível encontrar cursos de desenho que ensinam técnicas e que abordam temas variados sobre o desenho, tanto sua perspectiva histórica e social, como as técnicas para desenhar. Em Curitiba temos o Museu da Gravura Cidade de Curitiba, que oferece cursos de desenho para os interessados, mas além disso, podemos encontrar boas aulas de desenho online, ensinando essa bela arte.

Nas escolas de arte você aprende a melhor maneira de desenhar bem sob as perspectivas de estudiosos e profissionais, que trarão conhecimentos aprofundados sobre o desenho e suas técnicas para cada etilo. Mas para quem deseja pelo menos começar a desenhar sozinho ou para quem precisa de apenas um empurrãozinho para começar, em casa, durante as horas vagas, treinando todos os dias é possível fazer belos desenhos.

Dicas para começar a desenhar sozinho

Não adianta pegar o lápis e sair rabiscando qualquer coisa. Antes de tentar desenhar você precisa ter conhecimento de algumas técnicas básicas e truques que vão ajudar a desenhar. Confira abaixo algumas dicas para você começar seus desenhos sozinho.

1 – Tenha um bom material – seu material influencia em seu desenho. Tenha um lápis com ponta firme e bem afiada, confortável de segurar. O lápis de carvão ou de grafite são os mais indicados para começar os seus esboços. O papel também influencia na intensidade da cor e do traço.

2 – Alongue as mãos – antes de começar a desenhar faça alongamentos na mãos, movimente os dedos e o pulso para que a musculatura se solte e fique mais flexível, favorecendo os traços. A “mão dura” atrapalha o desenhar e cria formas pouco precisas.

3 – Pratique – para aprender algo novo é preciso dedicação e com o desenho não é diferente. Se você deseja aprender a desenhar, então pratique todo dia, pelos menos alguns minutinhos, mas não fique muito tempo sem desenhar para que não perca a habilidade e não regrida seu progresso.

4 – Faça rabiscos – exercite a coordenação motora fazendo traços contínuos o mais reto possível, criando texturas variadas e repetitivas, que vão treinar a coordenação motor e servir como base para outros desenhos mais complexos.

5 – Observe – antes de desenhar uma maçã, observe a maçã, sua formas e contornos. Observar é a chave para ser preciso e realista. Tudo o que você desejar desenhar deve ser antes observado sob a perspectiva que você deseja retratar. Depois de observar é que se deve traçar o papel.

6 – Não comece pelos detalhes – não tente colocar os detalhes no papel no primeiro momento, aprenda a dar os contornos do desenho, fazer as forma maiores, e depois de esboçar que deseja desenhar, então comece a ajustar as formas e criar as nuances e sombreamentos, aplicando os detalhes que deseja para esse desenho.

 7 – Eduque a mão que você não usa – sendo destro ou canhoto, tente escrever ou desenhar com a mão que você não tem muita habilidade. Essa prática vai fazer o seu cérebro acessar algumas áreas pouco utilizadas que vão lhe ajudar a desenvolver ainda mais a habilidade de desenhar.

8 – Treine com figuras geométricas – tanto para fazer as texturas sugeridas acima como para criar figuras planas, tente fazer figuras geométricas com uma precisão cada vez melhor, para conseguir treinar a coordenação motora.

9 – Faça sombreamentos – pratique gradientes e sombreamentos para que possa se familiarizar com essa técnica e suas aplicações. Isso vai te ajudar a desenvolver a coordenação motora, tanto para traçados mais fortes como os mais delicados e quase imperceptíveis, que ajuda a dar sensação de luz e profundidade para os desenhos.

10 – Não tenha pressa –  pode ser que você esteja ansioso para aprender a desenhar ou para terminar o seu desenho, mas a pressa não vai te ajudar a ter o resultado que você espera. Nem sempre conseguimos terminar um desenho num só dia, e por isso, tenha calma e desenhe aos poucos para conseguir os melhores resultados e um desenho de acordo com aquilo que espera.

 11 – Comece com formas simples – não tente começar já desenhando um rosto ou então uma paisagem muito complexa. Busque formas mais simples para que você possa aprimorar a sua habilidade e depois então dar voos mais altos. Desenhe partes do corpo, uma árvore, uma flor, edifícios, objetos e depois que conseguir dominar os traços, dificulte as coisas.

Mais uma dica importante para quem está começando a desenhar é não se dedicar apenas a um estilo. Pode ser que seu foco seja realmente algo em especial, porém, aprender técnicas de estilos diferentes vai te ajudar a aprimorar o seu conhecimento e empregar com maior facilidade essas técnicas destinadas ao estilo que você escolheu.

Para aprender a desenhar sozinho você pode também, assistir aulas no Youtube, procurar por literaturas que lhe ajudem a praticar com exercícios e a desenvolver as técnicas básicas, e sempre, sempre praticar, tanto os traços como o seu olhar, porque ambos são importantes para suas criações.